terça-feira, 4 de março de 2014

Elton John - Não perdi nada!!!

http://academiacearense.blogspot.com.br/

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014


FALTA DE EDUCAÇÃO

Muito bem recebido em Fortaleza o idoso cantor Elton John, de naturalidade inglesa. Com uma solene má vontade e mostrando sua falta de educação e atenção, não deu nem mesmo "Boa noite" ao público que foi gastar muito dinheiro para vê-lo, à noite passada, no Estádio Governador Plácido Castelo,  o Castelão.

Não cumprimentou ninguém, nem na entrada, nem na saída. Chegou, sentou-se ao piano, meteu as mãos, tocou  e cantou, apanhou seu dinheiro e foi embora. Inclusive viajou no seu jatinho para São Domingos. E a sua Banda seguiu depois para o Aeroporto Internacional Pinto Martins. 

Comentários daqueles mais críticos, após a apresentação,  diziam  sobre o mal-educado cantor inglês: "Entrou mudo e saiu calado".

Bem feito para os bestalhões que adoram gente de fora que não tem a menor atenção com o Ceará e com o Brasil.

Bons são os nossos Fagner, Amelinha, Belquior, Ednardo, e muitos outros.

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Ciro Gomes recebe R$ 26,7 mil como assessor do PSB

  • Ex-ministro recebe R$ 26,7 mil como assessor da legenda

Ciro Gomes é o principal articulador no estado de grupo político Foto: Ailton de Freitas
Ciro Gomes é o principal articulador no estado de grupo político Ailton de Freitas
BRASÍLIA - Desde que deixou a cadeira na Câmara dos Deputados, no início de 2011, o ex-ministro e ex-governador Ciro Gomes tem outroemprego: presta assessoria política para o PSB do Ceará, cujo presidente é seu irmão, o governador Cid Gomes. Pela função, é muito bem pago: R$ 26,7 mil brutos por mês, o mesmo que um deputado federal. Atualmente, ele não é mais integrante da direção estadual da legenda, de acordo com dados do no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O PSB do Ceará também já teve na sua executiva outro dos irmãos Gomes: o deputado estadual Ivo Ferreira Gomes, que foi secretário de governo de Cid.
Embora não seja mais integrante da executiva estadual da legenda, segundo o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ciro é membro da executiva nacional do partido.Ciro é o principal articulador político do clã e ganhou projeção nacional depois de disputar duas eleições presidenciais (1998 e 2002). Na última, obteve mais de 10 milhões de votos (4º lugar).
Em nota enviada ao GLOBO, a assessoria de imprensa do PSB do Ceará informou que Ciro presta assessoria política à direção estadual do partido por causa de sua experiência como ex-prefeito, ex-governador, ex-ministro e ex-deputado: “(Ciro) auxilia e promove ações da legenda em todo o estado, atuando também na criação de diretórios municipais.” A assessoria confirmou que ele recebe como pagamento o mesmo que um deputado federal.
O pagamento para eminências políticas dos partidos não é ilegal. O ex-presidente Lula, antes de se tornar presidente e mesmo antes de andar pelo mundo fazendo palestras e cobrando um bom dinheiro — depois que saiu do Planalto —, também recebia salário do PT. A presidente Dilma Rousseff, quando deixou o cargo de ministra da Casa Civil, em 2010, para se dedicar à campanha, também teve despesas pagas pela legenda. (C.G.)
O Globo

quinta-feira, 23 de maio de 2013

O Todo Poderoso, Ciro Gomes



Não se trata apenas de falar, se trata de determinar, e de forma uníssona os integrantes e apaniguados ao Governo, dizem sim senhor e amém, pois Ciro Gomes é quem manda .
Ora, Ciro Gomes, disse em alto e bom tom, para quem quisesse ouvir, que o militares pré insurreitos teriam suas cabeças cortadas, como de fato foram, quase que imediatamente após a sua determinação, incontinenti os militares participantes do movimento de 2011, foram sumariamente demitidos do serviço público estadual.
Quem pensa que ele não manda e desmanda, está redondamente enganado. Não se trata de um boquirroto, querendo dar pitaco na gestão governamental de seu irmão. Ciro Gomes não é um intrometido, é de fato quem decide e determina as ações políticas e administrativas no Ceará.
Ciro determina e o staff administrativo e político, corre e socorre dando corpo e fortalecendo os argumentos do stabeleciment.
Ciro conclama e o Estado marcha numa Guerra Santa, de olho em 2014, e como os fatos apontam, aniquilará tudo e todos que ousem questionar o projeto de seu grupo ou as decisões palacianas.
O rolo compressor moral vem esmagando as pontuais manifestações contrarias.

terça-feira, 21 de maio de 2013

Presidente do Clube dos Oficiais lança nota em defesa do vereador capitão Wagner


Deu a louca no ex-Ministro da República, Ciro Gomes, aliás, ele adora ser protagonista de sensacionalismos rasteiros, basta lembrar quando afirmou que “Fortaleza é um Puteiro a Céu Aberto”, só não disse quem usa as meninas de programa “Classe A”, aquelas em que o acompanhante quebra o quarto de motel. As suas afirmações são gravíssimas e devem ser apuradas com rigor, pois a sociedade fortalezense não aceita chefe de milícia nem picareta como vereador. Uma coisa é certa, o jovem MILICIANO DA PMCE, Oficial de carreira, concursado, está pondo os Ferreira Gomes em polvorosa, estão bastante incomodados com a ascensão política do Capitão Miliciano (PMCE), Wagner Sousa, o fato é que 2014 vem aí! O temor político dos FGs é do prodigioso Miliciano está se preparando para voos mais altos na política alencarina.  

Cel. Ivan Macêdo
Roberto Moreira

Capitão Wagner diz que vai processar Ciro Gomes


“O vereador Capitão Wagner (PR) anuncia: vai acionar judicialmente o ex-ministro Ciro Gomes (PSB) para que ele prove as acusações de que o parlamentar comandaria milícia dentro da Polícia Militar. Wagner disse que mostrará que os bandidos estão na cúpula da PM, acusando de ser “o maior deles” o coordenador de inteligência da corporação, Major Henrique, que estaria, segundo disse, envolvido com grupos de extermínio. Ele ainda questionou qual o cargo Ciro ocupa no governo para ameaçar “cortar cabeças”. “Que eu saiba, ele é comentarista esportivo”, ironizou o vereador, ao se referir a atividade do ex-ministro em emissora de comunicação. Em Diadema (SP), onde disse que estava para conhecer medidas de segurança adotadas na cidade paulista, Wagner falou com O POVO pelo telefone. “É bom que saibam o que estou fazendo aqui para não dizerem que estou fugindo do Ciro”.
Sobre o vídeo, ele informou que foi convidado pelas mulheres de policiais que organizaram o movimento para participar e aceitou. Ele também explica situações apontadas nas legendas. Uma delas mencionam o fato de ele chegar no carro do policial Ramon Sampaio Sousa, que seria acusado de homicídio. Wagner disse que “Ramon mora próximo a sua residência e ofereceu carona”. O vereador argumenta ainda que o policial foi julgado pela acusação de homicídio e inocentado por sete votos a zero. Sobre as imagens em que aparece entregando dinheiro, Wagner disse que contribuiu para comprar água para as esposas dos policiais.
Presidente da Associação de Praças da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (Aspramece), Pedro Queiroz também reagiu ao ex-ministro. “Ciro é ocioso e sempre tenta associar a atividade da Polícia a marginais”. Ele também desafiou Ciro a apontar os supostos integrantes da milícia. 
O POVO conversou por telefone com o Major Henrique. Ele retornava de ação no Interior e a ligação caia o tempo todo. O major disse que queria se pronunciar, mas, diante da má qualidade da ligação, só poderia falar quando chegasse a Fortaleza, o que só ocorreria após o fechamento desta edição.”

Eliomar de Lima

Eudes Xavier se solidariza com Capitão Wagner, chamado de “piacareta” por Ciro Gomes

O projeto que garante a emancipação de distritos no País pode ser votado nesta semana. O deputado federal Eudes Xavier (PT) integra grupo de parlamentares favoráveis à matéria. No Ceará, se o projeto passar, pelo menos 30 distritos terão condições de virar município.
Eudes Xavier aproveitou para se solidarizar com o vereador Capitão Wagner (PR) que, nas últimas horas, foi qualificado de chefe de milícia dentro da PM pelo ex-ministro Ciro Gomes. E Ciro foi mais além: chamou Capitão Wagner de “picareta. Para Eudes, esse tipo de atitude do irmão do governador Cid Gomes só torna difícil a situação da segurança no Estado, que exige diálogo.
Eliomar de Lima

Ciro não bateu só no Capitão Wagner. Atacou também gestão de Luizianne Lins


O ex-ministro Ciro Gomes (PSB), em discurso durante a posse de Moroni Torgan na presidência do DEM do Ceará, no auditório do Poder Legislativo, não disparou só contra o vereador Capitão Wagner, a quem qualificou de chefe de milícia e picareta. Sobre a gestão petista de Luizianne Lins, disse que Fortaleza viveu um “transe” nos últimos anos, onde um grupo de “malfeitores” e “corruptos” administrou a cidade.
“Os espaços foram entregues ao narcotráfico e, por muito pouco, o Moroni não foi o prefeito. Mas ele impôs ideias que recuperam a cidade das mãos imundas do narcotráfico e aqui eu apresento minha gratidão pública”, complementou Ciro, que foi o principal coordenador da campanha vitoriosa de Roberto Cláudio a prefeito da Capital.
Eliomar de Lima

Proposta CPI para apurar as denúncias de Ciro Gomes



O deputado estadual Roberto Mesquita (PV), embalado nas inverossímeis denuncias assacadas por Ciro Gomes contra ao vereador Capitão Wagner, em pronunciamento na Assembleia Legislativa do Ceará, destacou as acusações da existência de uma milícia no estado, que estaria atuando junto ao narcotráfico, acusando o vereador Capitão Wagner (PR) de comandar o grupo criminoso.
O deputado Roberto Mesquita defendeu a criação de CPI para apurar as denúncias, alegando que a Assembleia não pode ficar inerte diante desse escândalo, e em face do iminente confronto entre o Governo e a Polícia Militar.

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Ciro Gomes denunciou a existência de uma milícia dentro da PM, ligada ao narcotráfico e comandada pelo vereador Capitão Wagner (PR)


O ex-ministro informou que o vereador Capital Wagner estaria liderando a manifestação da PM no Ceará.

O ex-ministro Ciro Gomes (PSB) criticou o movimento grevista da Polícia Militar no Estado do Ceará. O político declarou que, “Dessa vez, cabeças rolarão”. Durante entrevista, ele denunciou a existência de uma milícia dentro da PM, ligada ao narcotráfico e comandada pelo vereador Capitão Wagner (PR).
Ciro Gomes informou que o vereador Capitão Wagner estaria comandando ações políticas contra o Governo do Estado.
“Nós temos dentro da PM, que é esmagadoramente de gente séria, temos uma milícia atuando, absolutamente em afinidade com o narcotráfico, com os bandidos, há listas de pessoas assaltadas para causar comoção na cidade. Nós estamos achando essa milícia um a um, e vamos cortar a cabeça dessa cobra”, declarou o político.
O ex-ministro declarou que o vereador Capital Wagner estaria liderando a manifestação da PM no Estado. Segundo ele, o vereador seria o chefe da suposta milícia.
“Evidentemente, o chefe da milícia é esse Wagner, esse vereador picareta”, diz Ciro Gomes.
Ceará Agora -  Larissa Uchoa

terça-feira, 14 de maio de 2013

O pau comeu entre Ciro Gomes, Ronivaldo Maia, Elaene Rodrigues e Roberto Brandão


PCiro Elaene Ronivaldo

Vídeo do pronunciamento do Vereador Capitão Wagner, diz: "Se eu morrer, a culpa é do Secretário de Segurança e do Major Henrique"